segunda-feira, 14 de julho de 2014

A massagem e seus benefícios à saúde

Espaço Rishkesh oferece várias opções de técnicas

Mais de cinco mil anos desde os primeiros registros sobre a sua prática e a massagem vai ganhando cada vez mais espaço no dia a dia de pessoas de todo mundo. Sua aplicação também é alvo de diversos estudos e pesquisas que só comprovam os diversos benefícios gerados à saúde dos adeptos.

Muito além do já alardeado efeito antiestresse, um estudo realizado pelo Centro Médico Cedars-Sinai, de Los Angeles, mostrou que uma única sessão de massagem foi capaz de causar alterações biológicas em quem a recebia.

Os pesquisadores, patrocinados pelo Centro Nacional de Medicina Complementar e Alternativa, uma divisão do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, identificaram que os voluntários submetidos à sessões de massagem tiveram reduções significativas nos níveis do hormônio do stress cortisol no sangue e saliva, e no nível de um outro hormônio que pode causar elevações de cortisol. Eles também tiveram aumento no número de linfócitos, os glóbulos brancos do sangue que fazem parte do sistema imunológico – responsável pelas defesas do corpo.

Outros estudos também vêm demonstrando que além dos benefícios físicos, a pode reduzir a ansiedade, a insônia e minimizar o humor depressivo. Até em enfermidades psiquiátricas mais complicadas como anorexia e transtorno obsessivo-compulsivo, existem resultados sugerindo um efeito significativo.

Conheça os principais efeitos da massagem
- reduz a dor (indicada, inclusive para dores crônicas provocadas por doenças como a fibromialgia, entre outras)
- estimula a circulação sanguínea e linfática
- estimula o funcionamento do intestino
- reduz a ansiedade
- combate a depressão e o estresse
- contribui para melhor qualidade do sono
- reduz a tensão muscular
- colabora para a eliminação de toxinas e outros resíduos metabólicos

História da massagem ao longo dos séculos - curiosidades

massagem é uma das mais antigas e simples formas de terapia. Tem sido usada no Oriente há milhares de anos. Há registros de desenhos do uso das técnicas de massagem na China, Japão, Egito e Pérsia, hoje Irã, há mais de cinco mil anos. 

No Ocidente, a massagem era utilizada nas medicinas grega e romana. Hipócrates, o “Pai da Medicina”, recomendava “esfregar” para ajudar o corpo. Asclepíedes, outro médico grego, teve uma grande influência no desenvolvimento da massagem. Ele já pregava a hidroterapia, os exercícios e a técnica de fricção.
Galeno (129-199 d.C) apresentou classificações mais detalhadas e descrições das técnicas em termos de qualidade (pressão e direção) e quantidade (frequência e tratamento), que foram colocadas num escrito. Ele escreveu aproximadamente 16 livros relacionados com a prática da massagem. 

Os gregos valorizavam muito a saúde, a forma física, beleza e potência atlética, usavam massagem em seus atletas tanto antes como depois do esporte, pois acreditavam que o procedimento preparava a musculatura antes do evento e limpava os membros de matérias supérfluas e fluidos após uma atividade exaustiva.
O uso da massagem como prática clínica desapareceu na Idade Média. Nessa época, a Igreja pregava que a massagem tinha uma conotação sexual. O cirurgião francês Ambroise Paré começou a incentivá-la novamente no século XVI.

Depois disso, nos próximos três séculos que se seguiram, a massoterapia espalhou-se por outros países, tendo como contribuinte mais notável o sueco Per Henrik Ling, que organizou a massagem e os exercícios terapêuticos em um sistema chamado de ginástica médica. Pessoas que acreditavam no trabalho de Ling propagaram a sua ideia pela Inglaterra, França, Áustria, Alemanha e Rússia.
A partir de 1900, a massagem iniciou-se nos Estados Unidos com a influência de escritos de um médico de Boston, Douglas Grahm. Outras novas técnicas foram sendo descobertas no ocidente nos 50 anos que se seguiram. 

Cornelius, um médico alemão, pesquisou uma variante de massagem em zonas reflexas, aplicado com os polegares, fazendo uma pressão profunda em pontos específicos. Assim surgiu o tratamento oriental de acupressura ou Shiatsu, que foi descrito na literatura médica ocidental.


Serviço
Espaço Rishkesh
Av Brigadeiro Luís Antônio, 2367, cj. 307, Jardim Paulista, São Paulo
11 2368 3649

Horário de funcionamento
De segunda a sexta-feira, das 10h às 20h

Fontes:

Nenhum comentário: